04 janeiro 2008

Ela


A felicidade me beijou
e disse que me amava.

E dos seus lábios
fiz estradas infinitas
tão puro e belo
quanto seus sentimentos.

Viajei em seus caminhos
e dos seus olhares
fiz escadas pra te alcançar.

Sentindo-te uma asa solta,
uma nota aguda no salão da imaginação ,
o sopro mais gostoso de sentir.

Porque a felicidade me sentiu
e me beijou
por amor.

Sinto-te mais próxima
como um órgão batendo
pelo corpo intacto,
como uma doença boa.

Como um sorriso solto,
um olhar simples e profundo,
a coisa mais linda
por mim vista.

E ela me beijou
dizendo que me amava.

(Thiago Pacheco)

4 comentários:

mily disse...

Muitoooo Bom !
Ainda bem que decidiu postar,nós só ganhamos!
Muito lindo ( e que me desculpem os outros,mas eu sei do que se trata rsrsr)

Parabéns novamente
O texto é lindo,a imagem muito bem escolhida,a linguagem bem simples...Mtu delicado!
Bjooo

Josh disse...

Ah! aki d novo.. agora para falar do post

"(...)pelo corpo intacto,
como uma doença boa (...)"

Estra parte arrepiou... acho q disse tudo... talvez só esta frase ja poderia ser o post q eu ia gostar...

Não são muitos os versos q me encantam, mas este foi muito bom!!!

Muitos entendimentos podendo fugir para varias vertentes... talvez a minha foi totalmente diferente na q vc pensou para escrever...e isso q é legal.. tentar descobrir o q o autor quis dizer ou se encontrar em versos q não passam os seus sentimentos!!

Mariana disse...

Aii, que lindo. Amei isso.
Queria alguém que me escrevesse coisas lindas assim.
(suspiros...)

Maiara Mascarenhas disse...

Muito bonito!

E esta parte ficou muito boa:

"Sinto-te mais próxima
como um órgão batendo
pelo corpo intacto,
como uma doença boa.

Como um sorriso solto,
um olhar simples e profundo,
a coisa mais linda
por mim vista".

Até lembra "Pedaço de Mim" do Chico.

http://br.youtube.com/watch?v=-ElevYsUDO4